Image Map

Novações e Renovações


           Há tempos meu coração vem pedindo por liberdade. Não deu outra! Fui de Rita Lee e "Um belo dia resolvi mudar". Nunca planejei nada. Nunca vivi de roteiros. Perdi meu coração em um carrossel de devaneios. As melhores coisas da vida acontecem quando nada se planeja, quando você se torna uma criança. Hoje não preciso bater continência e varrer meu ser para debaixo do tapete ou viver como um devarde esperando que tudo caia do azul. 
         Eu costumava imaginar como seria a vida do outro lado do muro, imaginando pessoas passeando com seus cachorros, crianças brincando até o entardecer ou os apaixonados de verão. Eu nunca precisei ensaiar palavras ou elaborar frases de efeito. Me sinto novo e ao mesmo tempo tão clichê quanto hasta la vista. A vida precisa de mais Novações e novações. Trocar antigas obrigações por novas. Renova-se. Respirar de novo. As pessoas são como pessegueiras. o OUTONO. O outono é a estação da alma. A vida pede novas ideias. As folhas secas caíram... Não é o fim! Nada acabou. Ainda pouso minhas esperanças em uma doce primavera. 
         Eu costumava manipular ideias, deixava minhas pensamentos em controle de outrem. Eu costumava chorar por amizades de leite [...].  Existem coisas que nunca mudam, pessoas que vivem presas ao passado. Antes eu cantava " Se eu pudesse derrubar essas paredes que nos mantêm separados..." hoje minha canção se renova: "Eu quebro o silencio por ti.."
           Eu costumava me importar. Vivi coisas que não precisava, vivi uma vida que de fato não era minha. Fiz parte de uma tribo de apáticos, e, de certo modo aprendi com eles.
            Durante anos a vida nunca me permitiu de criar. Eu vivi na beira de talentos escondidos nas esquinas.
            Costumava pensar 2.012.541.235 vezes para emitir um único som. Resolvi deixar a mente vazia e pura para que novos pensamentos pudessem me preencher. Deixei que meu coração emitisse a minha nota mais alta de um grito de liberdade.
             Num passado não muito distante eu cantava 'listen'. Costumava me identificar com a Deena. Aquela voz fácil, voz de mercado, quando na verdade fui Effie. Essa canção faz parte das minhas antigas memórias.
            Andar de pés descalços acalma. Novar-se é renovar. 
            Eu cantei 'scream' num grito de desespero. Hoje é só uma música. Meus pensamentos dilaceravam meu ser. Hoje, no meio de tantos "[...]", A vida me permite escrever uma nova aventura.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ravel Design